O CONSUMIDOR DO FUTURO

Atualizado: Ago 23








202O foi um ano de reinvenção e agora as empresas estão procurando oportunidades neste momento de retomada e de pós pandemia.


O consumidor mudou sua percepção com relação a produtos e experiências, com redefinição de hábitos e de prioridades de compra, sendo, portanto, necessário e oportuno conhecer esse novo consumidor que vai surgir na pós pandemia.


A WGSN é uma autoridade global em tendências de consumo e design que divulga as principais tendências mundiais sobre o comportamento e hábitos do consumidor. Publicou recentemente um estudo sobre o consumidor do futuro 2023, que é parte de uma série de matérias sobre estratégias de negócio, com alguns insights, que julguei importante divulgar neste artigo, com destaque do que o varejista deve fazer neste momento para se antecipar e entregar produtos e serviços que despertarão o interesse das pessoas.


Além de explorar sentimentos do consumidor – como esperança e percepção do tempo, o estudo aponta quatro perfis que vão mudar o mundo em que vivemos e pode ajudar você a criar oportunidades de crescimento em um mercado de disrupções e incertezas, para manter a relevância da sua marca ou empresa.


Os perfis identificados no estudo são os seguintes:


· Antecipadores


As incertezas em relação ao futuro, a fadiga emocional e a economia afetam este tipo de consumidor, que é cauteloso e quer estabilidade e segurança e precisa de interferências otimizadas.


Estratégia sugeridas no estudo: Investir em inovações do varejo como dispositivos de abastecimento na loja, venda por assinaturas, venda antecipadas e sob demanda, lançamentos semanais, novos modelos de descontos e programas de fidelidade”;


· Novos Românticos


Uma rotina de trabalho mais pesada, bem como um desejo profundo de se reconectar as emoções, são características dos Novos Românticos, grupo este que está redefinindo os coletivos comunitários. Com o crescimento do trabalho remoto esses consumidores estão fugindo das metrópoles em direção as áreas rurais e redefinindo o conceito deles na comunidade.

Estratégia Sugerida: Desenvolver produtos, serviços e iniciativas que ajudem as pessoas a criar laços emocionais mais sólidos com seus mundos exteriores e interiores. Para isso, use materias naturais e crie produtos sustentáveis que ofereçam momentos sensoriais, estimulem os rituais e ampliem o bem-estar.


· Inconformados

Estimulados pela indignação de 2020 e pela falta de assistência de governos e instituições, este grupo ativista usa a tecnologia e o apoio dos colegas para reconstruir o mundo. Em 2023, as empresas devem focar na diversidade, tendo em vista que os inconformados apoiam comunidades e empresa que fomentam a diversidade.

· Estratégia Sugerida: Invista em ações inspiradoras, progresso contínuo e mudanças de longo prazo. Invista no Desenvolvimento produtos transculturais, incorpore os saberes indígenas, implemente cadeia de produção ética, seja transparente e desenvolva marketplaces de venda direta ao consumidor


· Condutores

A flexibilidade cognitiva faz com que este grupo seja incrivelmente resiliente, Multidimencionais, multitalentosos e sempre dispostos a realizar multitarefas, esses consumidores não têm medo de riscos se interessarão por habilidades neurais e experiências que despertem os sentidos, abrindo espaço para uma onde de carreiras não lineares


Estratégia Sugerida:

Investir em experiências novas, em aventuras virtuais e em mundos alternativos. Explorar o varejo gamificado, o comércio é-terativo, as iniciativas de metaversos e o terceiro espaço, no qual o consumidor possa de divertir, se comunicar, aprender, comprar e trabalhar.


Em momentos de disrupçao e incertezas, saber antes o que vai acontecer no futuro pode ser um desafio e tanto. As prioridades e novos hábitos de consumo levarão empresas e marcas a repensar suas estratégias de engajamento para se manter relevantes para entregar o que as pessoas desejam e precisam. Esses são os desafios dos gestores para manter as suas empresas e marcas conectadas com o novo consumidor que surge na pós pandemia.


Juedir Teixeira

PhD.











61 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo